Conheça os 20 melhores eSports gratuitos para jogar agora!

Vivemos na era dos games competitivos, e se você tem um Xbox One, um PlayStation 4, um Computador Gamer ou um Celular, você tem várias opções para começar a jogar, se divertir e competir hoje sem gastar um centavo!

Para facilitar sua vida, selecionamos 20 games, divididos em plataformas e rankeados pela nota do metacritic e gamespot para você!

Melhores eSports gratuitos para jogar nos computadores

Essa categoria conta com alguns jogos que reinam nos computadores, tendo com grande força os títulos de MOBA e RTS. Dez games foram selecionados para essa lista, e são games que não estão nos consoles da Sony e da Microsoft, no máximo em apenas um deles. Games de plataformas de geração anteriores que continuam sendo relevantes no PC também poderão estar presente nesta lista. Não deixe de olhar também nos games que estão nos consoles, pois todos também podem ser jogados nos computadores!

10º PARAGON (Metacritic 55 – Nota do Público)

Disponível para Microsoft Windows e PS4

Epic Games

Paragon - Moba em terceira pessoa
Paragon é um MOBA em terceira pessoa gratuito da Epic Games com gráficos maravilhosos

Este moba em 3ª pessoa da Epic Games é facilmente um dos jogos mais bonitos dessa lista. O game está em fase de Beta Aberto e constantes atualizações pela desenvolvedora, tornando um game promissor no cenário competitivo em breve. Não se enganem com a nota baixa, a critica especializada ainda não avaliou o game e, para quem gosta de mobas rápidos, terceira pessoa e lindos gráficos, Paragon é um prato cheio.

9º HEROES OF NEWERTH (Metacritic 76)

Disponível para Microsoft Windows, Linux e MacOS

S2 Games

HoN é um moba para quem gosta dos clássicos
Tela de Login de HoN, um moba para os órfãos do primeiro Dota

HoN é aquele Moba para quem gosta de sentir o gosto dos clássicos. O game foi completamente inspirado no Dota AllStars e bebe muito da fonte do mod para Warcraft III, perfeito para os amantes do game que não viram em Dota 2 uma razão para continuar. Os gráficos também são uma beleza a parte, já que aposta no visual bem próximo de Warcraft.

8º LEAGUE OF LEGENDS (Metacritic 78)

Disponível para Microsoft Windows e MacOS

Riot Games

LOL é rico em herois
O MOBA mais popular no Brasil, League of Legends é uma febre em todas as idades

LOL é o game mais popular dessa lista, não se deixe enganar pela nota. Considerado um dos melhores mobas para se jogar e com uma comunidade gigantesca no Brasil, League of Legends conquista o público com uma riqueza enorme de personagens para jogar e um cenário competitivo em ascensão constante, é um dos games que mais pagam as equipes em suas competições.

7º HEROES OF THE STORM (Metacritic 86)

Disponível para Microsoft Windows e MacOS

Blizzard Entertainment

Conceito de arena em Heroes of the Storm
HotS se destaca por variedade de arenas, cooperatividade e uma progressão de personagens única

Um moba diferente do convencional que agrega os principais personagens dos universos icónicos criados pela Blizzard, como Diablo, WarCraft, StarCraft e Overwatch. Com cenário competitivo rico ao redor do mundo, HotS está na lista dos games que mais premiam seus competidores.

Fizemos uma matéria especial sobre o game e você pode acessar agora: Heroes of the Storm – O que o torna tão diferente dos outros mobas?

6º PATH OF EXILE (Metacritic 86)

Disponível para Microsoft Windows e Xbox One

Grinding Gear Games

Path of Exile é o principal concorrente de Diablo 3
O mais popular MMORPG de Ação também é relevante no cenário competitivo

Este MMO Point n Click, no melhor estilo Diablo trouxe de forma gratuita o conceito de competitividade em um game do gênero. O game é um sucesso absoluto de público e crítica, sendo um dos únicos games dessa lista em que o público concorda perfeitamente com a crítica especializada, tendo alcançado uma nota de 8.1 no score de usuários. O jogo é um sucesso nas plataformas em que está disponível.

5º EVE ONLINE (Metacritic 88)

Disponível para Microsoft Windows, Linux e MacOS

CCP Games

EVE Online agora é gratuito
Batalhas espaciais épicas com um número absurdo de jogadores definem o valor de EVE Online

Pode ser surpresa para alguns ver este game nessa lista, mas ele se tornou gratuito e ainda é extremamente popular, com batalhas épicas no espaço, contando com milhares de jogadores simultâneos em uma única guerra. EVE Online é um game de estratégia e paciência acima de tudo, podendo não agradar à todos, mas sendo um sucesso absoluto entre os fãs. Vale a pena experimentar.

4º STARCRAFT (Metacritic 88)

Disponível para Microsoft Windows

Blizzard Entertainment

StarCraft marcou uma época e continua sendo relevante
Starcraft revolucionou o mercado de RTS e continua sendo um jogo extremamente relevante no cenário competitivo.

Poucos sabem que este game é gratuito para se jogar, ainda mais com o lançamento da remasterização, então muitos deixam a oportunidade de experimentar o game passar. Entretanto, este é um sucesso absoluto entre seu público e é um game que nunca envelhece, recebendo um score sensacional de 9.1 pelo público no metacritic, o primeiro Starcraft continua muito ativo no cenário competitivo e pagando muito bem os seus competidores.

3º DOTA 2 (Metacritic 90)

Disponível para Microsoft Windows, Linux e MacOS

Valve Corporation

O sucessor de Defense of the Ancients
O sucessor do pai do moba é também o game que mais paga no cenário competitivo de eSports

O sucessor de Defense of the Ancients (Dota 1) coloca o game no cenário competitivo como o game que mais paga os seus competidores! Dota 2 possui uma base fã enorme e um sistema completo de progressão de personagens, dando uma dose de complexidade para os fãs. Competindo lado a lado em popularidade com League of Legends, Dota 2 certamente um game que deve se prestar atenção.

2º TEAM FORTRESS 2 (Metacritic 92)

Disponível para Microsoft Windows, Linux, MacOS

Valve Corporation

Team Fortress 2 continua sendo popular
O game foi a principal influência para os populares Paladins e Overwatch

Considerado o pai de Paladins e Overwatch, Team Fortress 2 traz o conceito de battle arena muito aclamado pelo sucesso de Quake. O game não é nada novo, mas possui uma fanbase sólida e fiel que garante sempre o encontro de partidas e muita diversão. A valve mostra que não ta de brincadeira nesse cenário, não é? Mas a Blizzard ainda vence…

1º STARCRAFT II (Metacritic 93)

Disponível para Microsoft Windows e MacOS

Blizzard Entertainment

A popularização dos zergs
No final de 2017 Starcraft 2 se tornou gratuito, e é um dos games mais relevantes nos eSports

Surpresa para quem acha que este game ainda é pago. O clássico dos clássicos tornou-se gratuito para se jogar no final de 2017 e tem a maior nota dessa lista. O jogo de estratégia em tempo real é o game que possui o cenário mais competitivo entre os pró-players asiaticos que movem os dedos e o mapa numa velocidade inacreditável, e conta ainda com uma campanha e lore sensacionais para se acompanhar. Agora que o game é grátis, você não vai ter desculpas para deixar passar.

Melhores eSports gratuitos para jogar nos consoles PlayStation 4 e Xbox One

Essa categoria conta com cinco jogos que estão presentes tanto no console da Sony quanto no console da Microsoft gratuitamente. São jogos relevantes no cenário competitivo e que possuem qualidade o suficiente para você começar a se divertir e competir ainda hoje. Lembrando que todos esses games também estão presentes para PC.

5º HAWKEN (Gamespot 7.5)

Disponível para PlayStation 4, Xbox One, Microsoft Windows

Meteor Entertainment, 505 Games

Hawken é tiro e mechas
Batalha entre mechas e destruição definem este game

Quem não gosta de um bom jogo de tiro em primeira pessoa? Hawken pode até trazer uma premissa parecida com Titanfall, mas aqui você pilota somente os mechas e destrói seus inimigos sem gastar um centavo. Os modos de jogo envolvem partidas Deathmatch (cada um por si) e Team Deathmatch. Com qualidade gráfica e fluidez, certamente vale a pena baixar a experimentar esse game nos consoles.

4º WARFRAME (Gamespot 7.6)

Disponível para PlayStation 4, Xbox One, Microsoft Windows

Digital Extremes

Aliens são destaques em Warframe
Warframe é um jogo gratuito que vale a pena até pagar, de tão bom

Pensa numa experiência completa e gratuita? Warframe se trata de um game cooperativo online para deixar muito jogo pago no chão. Com qualidade gráfica e de design inquestionável, o game é diversão garantida para jogar sozinho ou com amigos no conforto do seu sofá. Para quem gosta de jogos em terceira pessoa como Gears of War e Mass Effect, Warframe é um game para estar instalado no console de todos, afinal, é bom, bonito e de graça.

3º FORTNITE BATTLE ROYALE (Gamespot 7.7)

Disponível para PlayStation 4, Xbox One, Microsoft Windows

Epic Games

Fortnite tem uma versão gratuita de Battle Royale
A Epic Games usou Fortinite para mostrar que Battle Royale veio para ficar também nos eSports gratuitos

Que o gênero Battle Royle vai ser o gênero do ano, ninguém duvida. Fortnite Battle Royale trouxe Fortnite para o universo free-to-play para mostrar ao PlayerUnknown’s Battlegrounds que também sabe fazer bonito e ainda oferece diversos conceitos novos para o gênero. O game já bateu recordes de jogadores simultâneos, e, por ser uma experiência sensacional e gratuita, vale a pena o seu download.

2º GWENT: THE WITCHER CARD GAME (Gamespot 8)

Disponível para PlayStation 4, Xbox One, Microsoft Windows

CD Projekt Red

Gwent é o jogo de cartas de The Witcher 3
Gwent era um minigame em Wild Hunt, mas se tornou um eSport extremamente valioso e relevante no cenário competitivo

Quem jogou The Witcher 3: Wild Hunt, sabe o quanto seu game de cartas era excepcional. O minigame se tornou tão amado dentro do jogo, que a comunidade implorou por uma versão competitiva standalone. A produtora não perdeu tempo e mandou muito bem trazendo inúmeras melhorias e colocando Gwent direto no cenário competitivo de eSports, inclusive, pagando muito bem seus competidores. É completamente grátis, meus queridos, ta esperando o que para baixar?

1º PALADINS: CHAMPIONS OF THE REALM (Gamespot 8.6)

Disponível para PlayStation 4, Xbox One, Microsoft Windows

Hi-Rez Studios

Paladins Champions of the Realm é tão popular quanto polêmico
Paladins trouxe gratuitamente um conceito de MOBA frenético dentro dos jogos em primeira pessoa

E em primeiríssimo lugar nesta lista, também é o mais popular game competitivo gratuito presente tanto nos computadores quanto nos consoles: Paladins. Trazendo uma premissa muito inspirada em Team Fortress, Paladins traz em cada atualização mudanças que influenciam muito no gameplay e mudam a experiência do usuário constantemente. Mas é gratuito, meus caros, baixe e se divirta sem gastar nada agora!

Fizemos uma matéria especial sobre polêmicas do game e você pode acessar agora: A estratégia da Hi-Rez e o histórico de “tretas” P2W em Paladins

Melhores eSports gratuitos para jogar nos celulares Android e iOS

Essa categoria é para quem gosta de jogar no celular e quer ter uma ótima experiência com games competitivos. Você sabia que a maioria dos brasileiros jogam mais no celular do que em consoles e computadores? E, meus amigos, vocês podem se surpreender com a qualidade dos games apresentados aqui. Então confia nossa seleção de 5 games imperdíveis para jogar gratuitamente no celular.

5º CRITICAL OPS (Metacritic 66)

Disponível em iOS, Android e Facebook

Critical Force LTD

Imagem de gameplay do competitivo mobile
Destaque em jogos de tiro nos celulares, Critical Ops lembra Counter Strike

Se você gosta de jogos competitivos de tiro em primeira pessoa, mas não tem uma máquina potente para rodar, não se preocupe, você provavelmente tem um celular ou tablet e poderá jogar Critical Ops. Considerado o Counter-Strike para celulares, se você ta afim de dar tiro, é indispensável você experimentar este game.

4º VAINGLORY (Metacritic 84)

Disponível em iOS e Android

Super Evil Megacorp

Vainglory é um dos principais games dos eSports mobile
Foco no cenário competitivo, Vainglory dá aula de moba e fairplay nos dispositivos móveis

Quando você lê “Megacorp” no nome de uma empresa, pode saber, ela é formada por funcionários sensacionais. Neste caso, desenvolvedores da Riot, da Blizzard e da Valve se juntaram para trazer um MOBA completo e extremamente focado no cenário competitivo para os celulares e tablets. Com diversos modos de jogo, Vainglory é um game difícil de se enjoar. E aqui ainda destaco duas características sensacionais: Sistema de guildas para formação de times e uma preocupação real e ativa da empresa em manter a comunidade saudável e justa. Vale a pena experimentar.

3º CLASH ROYALE (Metacritic 86)

Disponível em iOS e Android

Supercell

Clash Royale é um dos games mais competitivos dos celulares
O universo de Clash of Clans mostra em Clash Royale que eSports e competitividade tem muito espaço nos celulares

Um MOBA baseado em cartas e uma arena de duas lanes com os personagens extremamente carismáticos do sucesso Clash of Clans, Clash Royale certamente tem a receita de bolo para o sucesso. E não tem outra, provavelmente o mais popular game exclusivo de celular nesta lista, Clash Royale é gratuito e conta com vários torneios importantes no cenário dos eSports. Não jogou ainda? Baixa logo!

2º HEARTHSTONE: HEROES OF WARCRAFT (Metacritic 93)

Disponível em iOS, Android, Microsoft Windows e MacOS

Blizzard Entertainment

A blizzard mais uma vez mostra o que é eSports
O jogo de cartas no universo Warcraft é um dos principais games do cenário competitivo atual

A Blizzard não tá de brincadeira quando o assunto é eSports e jogos competitivos. Hearthstone é o game de cartas mais popular no cenário de eSports e traz criaturas e heróis no universo mais amado da Blizzard: Warcraft. Um destaque para este game é a jogatina entre plataformas, você pode jogar uma partida no celular e outra no PC com a mesma conta e gerenciar seus baralhos para enfrentar seus inimigos onde quer que você esteja.

1º ARENA OF VALOR (Metacritic 100*)

Disponível em iOS, Android, Nintendo Switch

Timi Studio Group

O mais popular moba mobile oriental é Arena of Valor
Arena of Valor chegou mostrando pro ocidente que os celulares e consoles portáteis são ideais para o MOBA competitivo

Esse MOBA 5v5 nos mesmos padrões muito conhecido nos PCs é o mais popular na China. É uma fanbase absurda que tornou o game tão popular. O jogo é recém lançado no ocidente e está engatinhando por aqui ainda. Sua nota no Metacritic vem apenas de uma avaliação especializada, então a posição no ranking pode mudar. Mas, meus amados, é um game de nível competitivo e qualidade absurda, vale a pena seu download.

Tenho certeza que com essa lista você tem MUITO jogo para jogar por MUITO tempo sem gastar NADA de dinheiro. Seja nos computadores, seja nos consoles ou nos mobiles, falta de grana não é uma desculpa para jogar mais.

E melhor que jogar grátis, é se cadastrar grátis na PARTY.GG para nunca jogar sozinho!

O que você achou desta lista? Comente aqui e, se você quiser indicar outros jogos gratuitos que estão sendo relevantes no cenário competitivo, fale conosco e teremos o maior prazer de adiciona-lo à lista.

Saiba mais sobre a regulamentação dos esportes eletrônicos no Brasil

Está aberto desde o final de dezembro uma consulta pública, no Senado, sobre a regulamentação dos esportes eletrônicos no Brasil. O projeto de lei do senado (PLS) nº 383, de 2017 implica diretamente nas disposições da prática desportiva eletrônica e também no serviço prestado por nós, da Party.GG. Entenda o por quê.

PSL 383/2017 – Autoria e disposições da ementa

O responsável pelo projeto de lei é o senador Roberto Rocha, do Maranhão, filiado ao PSDB e sua ementa para o projeto de lei propõe a definição das atividades que fazem uso de artefatos eletrônicos que caracterizem a competição de dois ou mais participantes, como esporte. De acordo com o senador, a prática de disputas online são meios de socialização, diversão e aprendizagem, assim como ocorre nos esportes tradicionais. Ele aponta ainda que a atividade é benéfica para a capacidade intelectual e motora dos participantes.

conheça mais sobre a PSL 383/2017
Clique e acesse a votação pública

Implicação da PSL 383/2017 no eSports

Importante deixar claro que a Party.GG não tem como objetivo incentivar você votar à favor ou contra. Nosso objetivo é mostrar para você as vantagens e desvantagens das agências reguladoras e um pouco da implicação disso no universo dos games para que você, leitor e consumidor, possa opinar e votar com mais consciência e sabedoria à partir dos próprios interesses. Nós respeitamos a opinião individual acima de tudo!

Conheça as vantagens da regulamentação dos eSports no Brasil

Ao garantir a liberdade da prática dos eSports, tal como a criação de identidades e a convivência no ambiente online, a regulamentação pode se tornar interessante por favorecer:

  • oportunidade de crescimento da prática no Brasil;
  • mesmos direitos entre atletas e cyberatletas (exemplo a possibilidade de auxílio bolsa-atleta para a modalidade);
  • possibilidade de tornar a prática mais acessível;
  • neutralidade política; não impedindo o crescimento da prática saudável;
  • observação de perto do comportamento dos jogadores (incentivando o Fair Play e evitando o comportamento tóxico);
  • incentivo à prática em ambientes recreativo e escolares;
  • incentivo ao desenvolvimento de jogos e formação de equipes;
  • expansão do mercado brasileiro em eSports, tal como surgimento de academias, escolas, serviços e empreendimentos na área.

Você pode ler um pouco mais sobre a proposta do senador Roberto Rocha através desta notícia no site do Senado.

Conheça as desvantagens da regulamentação dos eSports no Brasil

É até mesmo óbvio para qualquer Brasileiro que a regulamentação também oferece desvantagens nos setores. Tributações e burocracias não são os únicos fatores ruins que podem aparecer com a regulamentação. Mas outras desvantagens possíveis são:

  • Sacrifício da legitimidade democrática: quando uma agência se torna muito independente, o balanceamento com a supervisão executiva é essencial. É necessário saber quem será o responsável por isso com a regulamentação dos eSports;
  • incoerência com o governo: políticas públicas são bacanas, mas podem não atender a população necessitária para real benefício dos mesmos para o mercado em geral;
  • Nosso mercado ainda é pequeno e são poucas empresas no ramo de eSports que atuam no Brasil, provocando o risco de usurpação dos poderes tradicionais;
  • Fraca participação: se ocorrer um déficit na atuação das agencias reguladoras de eSports a legitimação da prática é perdida, anulando ou dificultando todos os benefícios que poderia trazer.

Para conhecer melhor e tomar melhores decisões, leia também: Agências Reguladoras – Vantagens e Desvantagens

O projeto será analisado por comissões relevantes no assunto: Ciência e Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT) e de Educação, Cultura e Esporte (CE). É importante ressaltar que a Comissão de Cultura e Esporte é quem dará a palavra final.

Se as informações adquiridas nessa postagem não foram o suficiente para você definir se vai votar SIM ou NÃO, pesquise um pouco mais, principalmente sobre Agências Reguladoras, o conhecimento é importante para qualquer decisão que possamos tomar em relação à política.

E não deixe de votar na consulta pública clicando aqui, independente da sua resposta, o seu voto é importante para colocarmos a regulamentação para frente ou para barrarmos ela caso seja necessário.

Alguma dúvida? Poste aqui nos comentários! Fique à vontade também para expressar sua opinião sobre o assunto.

eu amo video games

Você deve se preocupar com a classificação da OMS sobre o vício em games?

Saiba como observar o comportamento que você tem em relação aos games

Falar sobre esse tema no Brasil é um desafio. Após a definição da Organização Mundial de Saúde à respeito da classificação do vício em games como uma psicopatologia a mídia aberta (nada especializada), como as emissoras de TV e outros canais de grande circulação, não perderam a oportunidade de criar inúmeras reportagens abordando o tema e aproveitando a deixa para chamar atenção dos gamers, pais e responsáveis sobre o assunto. Mas quando falamos de mídia não especializada e que torna uma resolução em uma notícia na televisão em questão de minutos, infelizmente cabe à nós, telespectadores, gamers, pais, educadores e influenciadores, ir mais a fundo e entender a resolução da OMS e as preocupações que devemos ter em relação a isso.

A classificação da OMS sobre o vício em games

A inclusão do comportamento de vício em games na 11ª Classificação Internacional de Doenças não é errada. Ela se refere ao comportamento compulsivo, “falta de controle de frequência, intensidade e duração do tempo de jogatina“. Qualquer comportamento compulsivo deve ser observado. Mas não podemos julgar simplesmente pelo tempo que a pessoa passa na frente do videogame. É necessário observar o por quê primeiro, quais eram os comportamentos anteriores e o que está acontecendo na vida de quem escolheu jogar videogame por horas à fio. Não podemos classificar um cyberatleta, que treina 8 horas por dia, como um viciado, por exemplo. E também não podemos classificar igualmente uma pessoa comum que joga quatro horas por dia. Simplesmente o tempo jogado não classifica vício, ou compulsão, ou distúrbio. Confira a notícia da Nexo que aponta sobre essa classificação.

Quando você deve observar se os games estão sendo um problema na sua vida?

Uma resposta curta e grossa é: quando você não sente mais prazer jogando, mas continua. Independente do tempo jogado.

Se você está jogando e se culpa por jogar (por qualquer razão, como o fato de que deveria estar fazendo outra coisa), ou não sente o mínimo de prazer nisso, ou se envolve a ponto do estresse com o jogo ser maior que o prazer proporcionado pelo mesmo, você deve observar. Lembre que o estresse com o jogo pode surgir de várias fontes, ok? Cabe apenas ao jogador classificar qual dessas fontes está realmente te fazendo mal, e se está.

O distúrbio com games é um distúrbio como outro qualquer: uma válvula de escape acionada (muitas vezes inconscientemente) por um gatilho mental que nos coloca em situação de estresse, desconforto ou ansiedade. A compulsão por games é como uma compulsão por álcool, alimentos, cigarro, drogas, masturbação, chocolate, uso compulsivo do celular e mais uma lista infinitas de coisas que podemos recorrer para fugir de uma realidade.

A OMS classificar o distúrbio em games não é algo específico, é apenas uma adição à uma lista de cuidados que devemos sim ter, e com o avanço da tecnologia, profissionais da saúde devem sim estar atentos sobre isso. Se você está jogando games mais do que você gosta de admitir e se sente mal com isso, se sente culpado, talvez valha a pena observar mais o comportamento. Se você se envolve com os videogames a ponto de perder o controle de suas emoções (jogar o controle longe, quebrar o teclado, socar o monitor), você deve observar seu comportamento.

Conclusão

É extremamente importante que você compreenda a si próprio antes de julgar uma classificação médica que provavelmente não se aplica ao seu perfil, mas pode se aplicar à outras pessoas. É comum pais e responsáveis se preocuparem com isso, principalmente após notícias extremamente sensacionalistas que utilizam de forma injusta uma estatística do comportamento do brasileiro no uso de jogos eletrônicos para classificar um distúrbio.

Você pode sim, jogar 8 horas por dia e não se enquadrar em um distúrbio. Você pode sim, jogar 4 horas (ou menos) por dia, e se enquadrar.

Mas parar com o games não vai ser a cura, se você tem algum distúrbio psicológico, os games (ou qualquer outra válvula de escape) é apenas uma consequência, não a causa. Observe o seu relacionamento com o games (e com outras coisas do seu dia-a-dia também, por que não?), observe se você está em quadros de ansiedade e/ou depressão e converse com seus pais, com seus responsáveis, com seu médico ou com seu terapeuta, caso você tenha algum medo ou alguma dúvida.

Não há vergonha nisso.

Comente aqui na postagem a sua relação com os games e as experiências que você tem ou presenciou sobre o comportamento compulsivo com jogos!